Xô, desânimo!

Bem, as minhas férias chegaram ao fim, minha esposa está se recuperando super bem das cirurgias e é hora de voltar ao trabalho, que este mês não vai ser mole!

Tenho três auditorias externas para acompanhar na empresa, cada uma com uma finalidade diferente e portanto com escopos diferentes; fora a rotina diária que está me esperando…

Portanto, o que não posso ter agora é desânimo, né!?

Dias atrás li em uma revista que cerca de 30% das pessoas está infeliz em relação ao emprego, o que causa desânimo em qualquer um… A nossa área de trabalho então pode ser um poço de frustração profissional, vocês bem sabem! Por isso, para retomar as postagens no blog, seguem algumas dicas que adaptei das orientações da coach Jaqueline Weigel para afastar o desânimo de sua vida profissional:

1 – Faça uma lista de suas insatisfações Isso serve para dimensionar o problema de maneira real. Saber o que te desagrada é o primeiro passo para saber como combater esses males. E se você fizer isso com bastante sinceridade, vai perceber que algumas coisas que te deixam insatisfeito nem se originam no trabalho, mas na vida pessoal… E aí a gente percebe que é bom tentar não misturar as coisas…

2 – Tenha um plano para sua carreira Quem não sabe onde quer chegar nunca está satisfeito, pois não tem um parâmetro para se orientar. Definir objetivos e lutar para alcançá-los dá sentido à rotina diária e nos torna mais focados. Avaliamos o custo da realização desses planos e buscamos o que realmente vale a pena para nós, deixando de lado o que apenas serve para dispersar nossos esforços e causar frustração.

3 – Resolva seus conflitos Viver em um ambiente onde as diferenças pessoais interferem na rotina é algo intolerável e estressante. Por isso, quando tiver algo desagradável a resolver com seu chefe ou com algum colega tente ter uma boa conversa, com civilidade e controle, e pare de carregar essas “pedras” desnecessárias no dia a dia. Fingir que não aconteceu nada ou evitar abordar o assunto só te faz alimentar mágoas que não vão te ajudar em nada.

4 – Busque oportunidades Deixe sempre claro para seus superiores quais são seus objetivos na empresa e que você conta com a orientação e apoio deles para alcançar esses objetivos. Se não é possível ter isso, pode ser preciso buscar outros ares… Dar murro em ponta de faca é loucura, todos sabemos disso, mas também sabemos que nem sempre é fácil conseguir outro emprego. Portanto, é bom investir na sua formação e estar sempre atento, pois se não é onde você está agora que surgirão as oportunidades que deseja, você precisa estar preparado para encontrá-las o quanto antes.

5 – A mudança começa em você Uma boa auto-análise facilita entender as causas do seu desânimo profissional. Seja sincero consigo mesmo e avalie bem sua trajetória. Vai acabar descobrindo onde, como e porque começou a ficar chato ir trabalhar e que caminhos possíveis te fariam mais feliz. Quem sabe sua vocação não é para outra coisa?…

0 thoughts on “Xô, desânimo!

Deixe uma resposta